Há uns anos escrevi um post que incluía curiosidades sobre os terapeutas da fala. Na verdade, quando o escrevi, escrevia-os para os meus colegas terapeutas, a título de brincadeira, pois sabia que se identificariam rapidamente com alguns dos conteúdos. Na altura gerou, de facto, mais comentários do que esperava.

Alguns anos passados, resolvo escrever para o público em geral, sobre alguns dos factos que gostaria (e aposto que os meus colegas também) que as pessoas em geral soubessem sobre nós. Por isso, se já souber destes factos, parabéns, conhece mais do que a maioria das pessoas! Se não conhece, vale sempre a pena saber mais, não? 😉

1. Os terapeutas da fala não trabalham só a fala, a comunicação e a linguagem. Os terapeutas da fala ajudam pessoas com dificuldades na fala (nada de novo, certo?), literacia, voz, dicção e modificação de sotaque, mastigação, deglutição e motricidade orofacial! Alguns de nós até trabalham exclusivamente com a estética da face! True story! (Esqueci-me de alguma coisa?)

 

2. Os terapeutas da fala são profissionais de saúde, mas podem trabalhar noutros contextos não clínicos, como, por exemplo, em contexto escolar ou empresarial (coaching vocal e de comunicação, por exemplo).

 

3. Os terapeutas da fala não trabalham só com crianças. Os terapeutas da fala podem trabalhar com pessoas de todas as idades, incluindo com bebés prematuros e centenários!

 

4. O terapeuta da fala formou-se no Ensino Superior, no mínimo, é um profissional que detém uma Licenciatura em Terapia da Fala. A variedade das áreas de formação é vasta e abrange disciplinas como anatomia, neurociências, psicologia, linguística, engenharia biomédica, estatística… (e muitas outras!)

 

5. A terapia da fala não é uma especialidade médica ou da área da fisioterapia. A terapia da fala integra-se na carreira de Técnico Superior de Diagnóstico e Terapêutica e os terapeutas da fala tendem a especializar-se em áreas diferentes de intervenção, frequentando pós-graduações, mestrados e doutoramentos. Por favor, não nos chame fisioterapeutas da fala 🙂

 

6. Em todo o mundo, a maioria dos terapeutas da fala são mulheres. (Homens precisam-se?)

 

7. O primeiro curso de Terapia da Fala em Portugal decorreu na década de 60, na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

 

8. Os terapeutas da fala têm de estar obrigatoriamente registados na Administração Central do Sistema de Saúde e a sua prática é pela Entidade Reguladora da Saúde. A cédula profissional é o documento que comprova a que o terapeuta tem a formação necessária ao exercício da profissão.

 

9. Sim, é verdade que, inevitavelmente, os terapeutas da fala reparam em toda e qualquer particularidade da fala de uma pessoa quando estamos a conversar. Os terapeutas da fala também observam outras coisas aparentemente estranhas como assimetrias da face e o padrão mastigatório das pessoas, por exemplo, alguns podem distrair-se contando o número de vezes que a pessoa mastiga para cada lado. (Ossos do ofício!)

 

10. Os terapeutas da fala aprendem a transcrever a fala utilizando o alfabeto fonético, que lhes permite transcrever qualquer língua do mundo, mesmo sem a conhecer perfeitamente!

Read More