FORMAÇÃO E TREINO DO CUIDADOR

Saber o que fazer, como fazer, quando fazer e, acima de tudo, porque fazer permite melhores cuidados e retirar stress do cuidador, quer se trate de um cuidador formal ou de um familiar.

DETALHES DA TERAPIA

A abordagem ao cuidador pode incluir, por exemplo, o ensino e treino de:

  • Estratégias de facilitação da comunicação;
  • Utilização, criação e edição de meios alternativos de comunicação;
  • Identificação de sinais de risco de aspiração/penetração de alimentos;
  • Manobras de segurança durante a alimentação;
  • Adaptação de alimentos (utilização de espessante de líquidos, preparação de alimentos para pessoas com disfagia);
  • Ensino de receitas para adaptação de alimentos;
  • Utilização de manobras posturais e facilitadoras da deglutição.

PROCESSO TERAPÊUTICO

A formação e treino do cuidador só são possíveis após a avaliação do utente a quem se destinam.

UA-105588370-1